Home / Notícias / Presidente do MDB estadual veta participação de correligionários no governo Moisés e isso é ótimo!

Presidente do MDB estadual veta participação de correligionários no governo Moisés e isso é ótimo!

Mauro Mariani, candidato ao governo de Santa Catarina em 2018 pelo MDB, lançou a primeira resolução do partido em 2019 no último dia 11 de fevereiro.

Na nota, a comissão executiva do MDB utiliza o art.32, parágrafo segundo do estatuto partidário para vedar a participação de filiados em cargos comissionados do poder executivo de Santa Catarina, ou seja, proíbe mdbistas de ocupar cargos no governo Moisés.

As reais motivações para a resolução podem estar ancoradas em uma série de fatos, mas a verdade é que a decisão vai ao encontro do que os eleitores catarinenses esperam.

Mauro Mariani ficou em terceiro lugar no primeiro turno e, portanto, nem participou do segundo turno. Um recado da população ao tradicional partido que há décadas não ficava de fora do segundo turno em uma eleição estadual. Durante o segundo turno, em 2018, muito se especulou sobre a participação do MDB no governo Moisés. Alguns diziam até que o PSL – partido do governador Moisés – estaria “vendido” para o MDB e que o chamado mandabrasa governaria de fato o estado.

A resolução emitida por Mauro indica que, ou as tentativas de acordo não foram bem sucedidas e coloca o MDB na oposição ao governo Moisés, ou o partido quer buscar um novo rumo político.

Resta saber se o MDB saberá se comportar como oposição, visto que há décadas está presente em governo de todos os partidos, inclusive do PT.

Ramiro Zinder
Desde 2014 lutando em prol da liberdade e da prosperidade.

Check Also

Moisés deve retirar o compromisso de SC com a agenda 2030

Governador Carlos Moisés protege a soberania nacional e revoga compromisso com agenda globalista