Home / Notícias / Suplente de Jean Wyllys é acusado de terrorismo na Europa

Suplente de Jean Wyllys é acusado de terrorismo na Europa

O ex-deputado federal Jean Wyllys do PSOL, arregou antes mesmo de assumir para seu terceiro mandato — que quase não aconteceu nas urnas — e agora realmente não acontecerá. Alegando ameaças e risco a própria vida, Wyllys trai os votos que recebeu, amarelando antes mesmo de assumir. Assumirá no lugar de Jean, o seu suplente David Miranda.

E como todo bom esquerdista gosta de polêmica, não podia ser diferente com David! O suplente está envolvido em um escândalo na Europa. Segundo uma matéria da Exame: “Autoridades britânicas afirmaram que David Miranda estava envolvido com “terrorismo” quando foi detido durante uma escala no aeroporto de Londres, em agosto, tentando transportar documentos do ex-agente de inteligência norte-americano Edward Snowden, segundo a polícia e documentos de inteligência.”

Jean Wyllys achou um suplente perfeito para continuar seu legado! Se por um lado os brasileiros sentem-se aliviados por seus impostos não pagarem mais o salário do Cuspidor Profissional da Câmara dos Deputados, por outro, teremos um novo problema com um delinquente dentro da Casa Legislativa Federal.

Os documentos foram elaborados pela Scotland Yard em cooperação com a agência britânica de contraespionagem MI5. Segundo o documento: “[…]Além disso, a divulgação, ou a ameaça de divulgação, pretende influenciar um governo e é feito com a finalidade de promover uma causa política ou ideológica. Isso, portanto, corresponde à definição de terrorismo.” Este é o legado de Jean Wyllys para o Brasil.


Sergio Oliveira

Check Also

Moisés deve retirar o compromisso de SC com a agenda 2030

Governador Carlos Moisés protege a soberania nacional e revoga compromisso com agenda globalista